6 dicas essenciais para a análise de crédito de pessoa jurídica

Publicado em 02/set/2019 por Christiane Braz Heigasi Scabbia - Sem Comentários

análise de crédito de pessoa jurídica

 

Você sabe o que é a análise de crédito de pessoa jurídica? Trata-se de um procedimento financeiro, realizado mediante a solicitação de empréstimos, financiamentos, compras parceladas, abertura de contas, entre outros — seja de pessoas físicas ou de pessoas jurídicas.

Essa é uma medida que avalia os riscos relacionados à cada transação, de modo a identificar se o cliente terá como cumprir o compromisso financeiro que assumirá. Desse modo, a análise de crédito considera vários aspectos que podem facilitar ou dificultar a aprovação do pedido.

Mas você conhece as particularidades desse processo, para pessoas jurídicas? Neste artigo, mostraremos como funciona essa modalidade de análise e daremos algumas dicas sobre como facilitá-la. Continue a leitura!

Como funciona a análise de crédito pessoa jurídica?

Comprar a prazo é um hábito muito comum entre os consumidores brasileiros. Por isso, muitas empresas oferecem a possibilidade de parcelar para atrair e, principalmente, fidelizar seus clientes.

No entanto, tão importante quanto realizar a venda, é receber os valores das parcelas de volta. Afinal, a taxa de inadimplência pode comprometer as finanças de qualquer negócio, independentemente da sua área de atuação.

Nesse sentido, a análise de crédito é uma maneira de prevenir possíveis prejuízos, decorrentes da falta de pagamento de vendas parceladas. Nela, o perfil do consumidor é avaliado, levando em conta diversos fatores, como os hábitos de compra, a pontualidade em pagar as contas e a ausência de restrições financeiras em seu nome.

Atualmente, é possível realizá-la por meio de ferramentas disponibilizadas por empresas e bancos.

Qual a importância de uma análise de crédito correta?

A análise de crédito geralmente é solicitada quando um cliente deseja efetuar um pagamento a prazo ou um financiamento. Com isso, a empresa disponibiliza um pagamento em dinheiro a esse consumidor, que também recebe uma escritura com o valor que deve pagar (geralmente acrescido de juros).

Entretanto, antes da empresa conceder o crédito, é feita uma análise sobre como os recursos serão utilizados. Dessa forma, consegue-se avaliar com mais precisão, a probabilidade de retorno ou não do valor concedido.

Assim, a análise de crédito atua para reduzir os riscos de se oferecer crédito ou financiamento para o cliente. Por esse motivo, ela deve ser feita corretamente, pois caso contrário, a organização terá problemas na recuperação de crédito.

Como otimizar a análise de crédito de pessoa jurídica?

Agora que você já entendeu do que se trata e a importância da análise de crédito de pessoa jurídica, confira a seguir 6 dicas para otimizar esse processo no seu negócio!

1. Crie um processo de cadastro eficiente

O cadastro dos clientes que fazem negócios com a sua empresa deve ser eficiente, ou seja, precisa armazenar informações para utilizá-las estrategicamente.

Para criar um processo de cadastro eficiente, é possível solicitar informações adicionais — facilitando a decisão sobre concessão de crédito. Além disso, é fundamental integrar todas as informações em um só lugar.

Dessa forma, é possível otimizar e principalmente agilizar o processo de análise de crédito de pessoa jurídica.

2. Invista em Big Data

O constante crescimento da internet foi responsável por criar uma imensurável quantidade de informações diariamente, em todo o mundo. Nesse contexto, o Big Data é uma solução eficiente para analisar de dados e cruzar informações.

Por isso, investir nele é um passo importante para ter assertividade com relação às informações dos clientes.

3. Utilize o Business Intelligence (BI)

O Business Intelligence caracteriza-se pela utilização desses dados para criar uma base de parâmetros, pesquisas e até fazer o monitoramento do mercado e dos concorrentes.

Na análise de crédito, o BI é utilizado para aumentar o índice de acertos, uma vez que permite a elaboração de estatísticas confiáveis, a partir da coleta de dados, além de contribuir para rapidez do processo de análise e identificação dos possíveis riscos decorrentes da concessão de crédito ou financiamento.

4.Utilize um software de análise de crédito

A tecnologia tornou o processo de análise de crédito para pessoas jurídicas mais fácil, além de trazer uma série de dados que colaboram para a inteligência de um negócio.

Com sistemas de automatização dessa avaliação, a sua empresa poderá, rapidamente, reunir dados relevantes sobre os clientes, traçar perfis e gerenciar os riscos das operações de crédito.

Com um software torna-se possível realizar a análise de crédito de pessoas jurídicas com mais segurança e contribuir para uma estratégia de Big Data, Business Intelligence e machine learning mais eficaz e alinhada.

Além disso, as automações permitem um atendimento mais individualizado e ágil, fatores indispensáveis para as estratégias de fidelização de clientes e aumento das conversões e lucratividade.

5 Utilize o machine learning

Como mencionamos no tópico anterior, uma das grandes vantagens da automação da análise de crédito é o melhor aproveitamento dos dados (internos e externos) que envolvem as operações da empresa.

Com o uso do machine learning, as informações tornam-se automaticamente lapidadas com a obtenção de novos dados.

Desse modo, a análise de crédito para pessoas jurídicas (e físicas também) se mantém sempre atualizada e gerando perfis analíticos que permitem uma avaliação de dados mais aprofundada.

6. Automatize o processo de cobrança

Outro benefício crucial da utilização da tecnologia nas operações de crédito é o maior controle dos sistemas de cobrança. Isso porque aliando a tecnologia e todos os dados obtidos por ela, é possível automatizar o processo de cobrança. Isso permitirá otimizar toda a parte operacional da concessão de crédito e adimplência das obrigações contratuais dos clientes — minimizando a inadimplência e agilizando os processos.

Esse foi o nosso artigo com 6 dicas essenciais para realizar a análise de crédito de pessoa jurídica. Ao colocar todas elas em prática, a sua empresa certamente terá mais facilidade em evitar prejuízos e em reduzir a tão temida taxa de inadimplência.

Gostou deste post? Para receber mais conteúdos sobre a análise de crédito de pessoa jurídica e muitos outros temas diretamente na sua caixa de entrada, não se esqueça de assinar a nossa newsletter.

transformação digital
PA digital multicanal
case de atendimento ao cliente
dicas para cobrança
autoatendimento
dimensionamento call center


Deixe seu comentário