Como unir estratégias de marketing e vendas em sua empresa?

Publicado em 30/maio/2018 por Christiane Braz Heigasi Scabbia - Sem Comentários

estratégias de marketing e vendas

O sucesso nos negócios depende de todos os departamentos presentes na empresa. Porém, nenhum deles é eficiente sozinho e, por isso, é necessário integrá-los. A fim de criar boas experiências para o cliente e melhorar os lucros é que surgiu o Smarketing — uma união das estratégias de marketing e vendas que traz benefícios em larga escala.

A aplicação dessa técnica causa impactos positivos no atendimento e na prospecção de clientes, bem como no lucro e no fortalecimento da marca. Deseja saber como unir esses dois departamentos sem deixar de lado a experiência do cliente? A hora é agora! Continue nosso artigo e boa leitura!

Setores distintos, objetivos em comum

As estratégias de marketing e vendas se aproximam, pois têm um ponto em comum: o cliente. Enquanto o departamento de marketing se preocupa em atrair a pessoa certa para o negócio, o departamento de vendas se preocupa em garantir que essa atração não seja em vão. Porém, ambos lidam com os desejos, insatisfações, inseguranças e necessidades do consumidor.

As tarefas de marketing são voltadas para identificar o tipo de cliente que está mais próximo das soluções que os produtos ou serviços da empresa oferecem. Além disso, esse setor também se preocupa com as melhores práticas de aproximar marca e consumidor, de forma que ambos tenham um relacionamento satisfatório e duradouro.

Outras atividades de marketing incluem:

  • captação de leads;
  • elaboração de personas, tanto para criação de conteúdo quanto para compra;
  • segmentação, estudo e pesquisa de mercado;
  • desenvolvimento de estratégias de posicionamento, precificação, comunicação e divulgação.

O departamento de vendas se comunica ativamente com os consumidores, seja para prestar suporte no pós-venda, seja para prospectar clientes em potencial. Entre outras coisas, esse setor também se responsabiliza por identificar os pontos críticos no relacionamento com o público-alvo, por meio de pesquisas de satisfação.

Algumas atividades de vendas podem ser:

  • agendamento de visitas técnicas e entregas;
  • definição de quanto tempo o colaborador deverá dedicar para clientes em potencial e clientes efetivos;
  • identificação e aplicação dos melhores métodos de abordagem ao cliente;
  • desenvolvimento de colaboradores para aprimorar o atendimento e as vendas.

Estratégias de marketing e vendas trazem benefícios aos clientes

A integração desses dois departamentos possibilita que o consumidor final seja acompanhado de perto em cada etapa do processo de compra, que começa com as campanhas de publicidade, atraindo o perfil correto de cliente para a empresa. Para ajudar nessa integração e facilitar o compartilhamento de informações, que é a base dessa prática, investir em novas tecnologias pode ser necessário.

O compartilhamento de informações entre esses dois setores otimiza os processos rotineiros. Quem conhece as dores dos seus clientes e sabe como conversar com eles da melhor maneira? Sua equipe de vendas tem essa capacidade nas mãos e dividir esses detalhes com a equipe de marketing auxilia na hora de desenvolver seus produtos e serviços para que sejam exatamente o que seu cliente procura.

Outro ponto importante que a união de estratégias de marketing e vendas traz é tornar o ciclo de relacionamento com o cliente mais eficiente e, por consequência, atrair esse comprador de volta e fidelizá-lo. Esse ciclo tem início na captação de leads e no entendimento das necessidades desses futuros compradores.

Quando trabalham separados, marketing e vendas não conseguem fechar o ciclo de relacionamento com o cliente. Isso porque cada um lida com uma etapa: captação de leads, entendimento de buyer persona e campanhas de atração são de responsabilidade do marketing; enquanto a equipe de vendas se preocupa em informar o cliente para que ele decida entre produtos e serviços, em fechar a venda e em esperar que o cliente retorne.

No entanto, ao unir os dois times, você verá que o ciclo de relacionamento ficará mais fluido e eficiente:

  1. captação de leads ou prospects;
  2. entendimento de quem são essas pessoas, também chamadas de buyer persona;
  3. desenvolvimento de campanhas de atração para os produtos e serviços, baseando-se nas necessidades da persona;
  4. alimentação desses leads com informações relevantes acerca dos produtos e serviços, ao mesmo passo que isso também fortalece a marca e engaja o cliente;
  5. visualização da decisão do cliente, que já deseja sua empresa e seus produtos;
  6. conhecimento, por parte dos vendedores, sobre quem é seu cliente, por que ele está ali e qual caminho ele percorreu — informações recebidas por meio da quarta etapa — o que os torna mais preparados para concretizar a venda;
  7. nesse ponto, o ciclo pode ser reiniciado para que esse mesmo cliente retorne à sua empresa por meio do pós-venda e de campanhas de fidelização, como promoções de produtos similares ou serviços complementares.

Repare que somente duas etapas serão feitas em separado — o fechamento da venda e as campanhas de fidelização — pois todas as outras etapas necessitam que ambos os times trabalhem em conjunto, gerando harmonia entre os colaboradores, troca de experiências e melhorias no clima organizacional.

O cliente se beneficia da agilidade no processo de vendas, pois ele já está decidido sobre o que quer, além de ter atendimento personalizado e um suporte especializado nas soluções de que ele precisa. Essa integração também evita desencontros de informações, como valores desatualizados e prazos diferentes.

Smarketing

Juntando duas palavras em inglês, sales e marketing — de modo que sales significa vendas — temos um termo que representa a união de estratégias desses dois setores e mostra como a integração de departamentos só traz benefícios para os negócios.

O cliente moderno se comporta de forma diferente e exige mudanças das empresas. O Smarketing é uma dessas mudanças e surgiu para ser uma prática alinhada às tecnologias e inovações, deixando velhos costumes de lado.

Em outros tempos, a equipe de vendas era responsável por informar o cliente sobre os produtos e serviços, mostrando os benefícios e modos de uso. Atualmente, os consumidores têm acesso a todas essas informações em poucos cliques e tendem a se engajar mais com as empresas por meios eletrônicos, como redes sociais, blogs e e-mails.

Essa mudança permite dividir atividades com o setor de marketing, fazendo com que este seja responsável por alimentar os clientes com informações úteis. Tais informações são selecionadas estrategicamente de forma que direcionem o consumidor para a compra dos produtos, facilitando a abordagem e a argumentação dos vendedores.

Claro, isso não exime os vendedores de informar os clientes e tirarem quaisquer dúvidas sobre os produtos e serviços. Porém, é uma maneira de antecipar as demandas do consumidor e tornar mais eficiente o processo de vendas, além de agilizar as tomadas de decisões — com o recebimento de informações pontuais — para aqueles clientes que precisam de tempo para analisar um produto ou serviço.

Ao integrar as estratégias de marketing e vendas, seu time se torna mais eficiente e dinâmico, conseguindo alcançar e abordar qualquer perfil de consumidor, seja ele mais informado, seja ele mais indeciso. Os benefícios se estendem para os clientes, e isso é o ponto mais positivo dessa prática, pois, somente com um cliente satisfeito, é que a empresa obtém sucesso nos negócios.

Gostou das informações que trouxemos para você? Então deixe um comentário no nosso post contando um pouco mais das estratégias que os departamentos de marketing e vendas desenvolvem na sua empresa.


0 Comentários

Deixe o seu comentário!