Como fazer a gestão de talentos nas organizações em crescimento?

Publicado em 29/maio/2018 por Christiane Braz Heigasi Scabbia - Sem Comentários

gestão de talentos nas organizações

Realizar a gestão de talentos nas organizações é um desafio para líderes e gestores de equipes, pois ao mesmo tempo que é necessário cuidar e nutrir o capital humano, é preciso alcançar os resultados estipulados pela empresa.

O gestor precisa liderar seus colaboradores e conectar-se com membros de outras equipes, afinal eles interferem em métricas como o turn over, o absenteísmo e o engajamento do time. Para ambas as situações, as estratégias desenvolvidas devem se adequar para obter uma gestão satisfatória dos talentos da organização.

Neste post, listamos algumas dicas para melhorar a gestão de talentos nas organizações. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura do artigo!

Acompanhe o índice de turn over

Este indicador mostra a rotatividade de funcionários na empresa, apontando o fluxo de admissão e demissão que sua organização tem em um determinado período de tempo. Isso afeta a produtividade dos negócios, assim como os resultados.

Um ponto importante a salientar nas medições do turn over é a qualidade dos processos e as políticas da empresa. Como exemplo, o processo de contratação deve certificar-se de que o candidato está alinhado à cultura da empresa, assim como ao perfil da função a ser exercida. Uma estadia breve pode significar que o profissional não se identificou com a companhia ou com o cargo.

Invista nos processos de seleção

É importante investir nos processos seletivos realizados pelo RH da empresa. Nesse momento é possível verificar questões técnicas, como qualificação profissional e referências de estudo, assim como o comportamento do candidato e suas expectativas quanto ao desenvolvimento de sua carreira na empresa.

Realizar tal processo é fundamental, pois muitos aspectos identificados na demissão de um funcionário estão presentes desde o dia da contratação. Ou seja, ter um processo seletivo eficaz ajuda a diminuir a insatisfação interna.

Faça diferentes tipos de treinamentos

Os treinamentos trazem benefícios para o colaborador e a empresa. Colaboradores que se capacitam tornam-se aptos a produzir com mais qualidade, aumentando a eficiência do serviço prestado pela empresa.

Cada pessoa tem necessidades diferentes a serem supridas, por isso existem diferentes tipos de treinamentos:

  • de ambientação: são aqueles realizados quando o colaborador entra na empresa, para que conheça o local de trabalho, os colegas e o clima organizacional;
  • técnico: apresentam operações e teorias sobre os processos a serem realizados na empresa, focando sempre na qualidade e alta performance da atividade;
  • de bem-estar: orientam os funcionários sobre questões como ergonomia, saúde, comportamento e demais temas relacionados ao Departamento Pessoal e Saúde do Trabalho;
  • motivacional: foram desenvolvidos para sanarem questões que fogem à técnica e à habilidade, mas que são necessárias para o desenvolvimento humano da corporação. Palestras, vídeos e reuniões são algumas das táticas utilizadas.

Gestão de competências

Os aspectos principais das competências são conhecimentos, habilidades e atitudes. Essas características são utilizadas para compor o perfil de quem trabalhará na companhia. Dessa maneira,x’ a empresa pode definir seus objetivos de forma estratégica, refletindo suas competências para os colaboradores.

A partir de então, o desenvolvimento do capital humano tornará os colaboradores capazes de contribuir de forma eficaz no crescimento da organização. Assim como as pessoas terão a oportunidade de mostrar suas habilidades de forma criativa e inovadora, produzindo mais de acordo com suas capacidades e tempo individual.

Defina as oportunidades de crescimento

O colaborador que tem em mente até onde quer chegar, precisa se guiar em passos firmes para alcançar sua meta. O plano de carreira serve para indicar os pontos principais das profissões que a empresa necessita desenvolver. Portanto, é preciso garantir que os processos de seleção interna permitam que todos os funcionários tenham oportunidades iguais.

A gestão de talentos nas organizações é uma tarefa mais do que necessária, ela é a base do desenvolvimento das carreiras de todos os colaboradores da companhia. Quando não é organizada estrategicamente, pode colocar o futuro da empresa em cheque, ao não contar com colaboradores capazes de realizar suas funções com eficiência, por exemplo.

Gostou das informações que trouxemos para você? Então conte para nós quais medidas sua empresa faz para gerenciar os talentos disponíveis?

PA digital multicanal
case de atendimento ao cliente
dicas para cobrança
autoatendimento
dimensionamento call center


Deixe seu comentário